Vigilante de 42, afirma ter sido espancado por seguranças da Igreja Mundial do Poder de Deus na zona centro-sul de Manaus.

O vigilante Ricardo da Costa Antunes, 42, afirma ter sido espancado por seguranças da Igreja Mundial do Poder de Deus, localizada na Avenida Djalma Batista, zona centro-sul de Manaus, após um culto na noite do último domingo. Segundo ele, a agressão ocorreu por parte dos seguranças e pastores do local, que perceberam uma discussão dele com a mulher. O caso foi registrado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com a vítima, ele foi a Igreja para “tirar o demônio do corpo”, mas foi agredido antes. “Eles acharam que eu queria bater na minha mulher, por isso me imobilizaram, me enforcaram e chutaram meu rosto e o resto do meu corpo”, declarou Ricardo.

A mulher dele, Rebeca Soares, 42, contou que os dois discutiram, mas que ele não tentou agredi-la. “Quando vimos já tinham seis homens em cima dele. Só pararam porque uma viatura passou, viu a movimentação dentro da igreja e parou”, disse ela.

Ricardo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde fez exames de corpo de delito e confirmou a agressão.

Procurados pela reportagem, os representantes da Igreja não receberam a equipe de reportagem para falar do assunto.

[b]Fonte: D24 AM[/b]