Um indiano foi condenado à morte depois de decapitar um bebê e ingerir o sangue da criança durante um ritual.

Lakshmi Kanta Sarkar foi encontrado em um cemitério tomando o sangue, enquanto a cabeça decepada do bebê estava pendurada em uma árvore.

O caso aconteceu durante um ritual oculto na vila Kalakuri, em Bankura, West Bengal, e foi filmado por uma equipe de TV indiana.

O incidente foi julgado agora, depois de 2 anos, e condenou Sarkar à morte, depois de 17 pessoas testemunharem contra ele.

A polícia local teve que conter a fúria da população que tentou linchar o assassino antes mesmo de sua condenação.

[b]Fonte: R7[/b]