Um homem de 45 anos é suspeito de ter matado a esposa, de 19, a golpes de faca e de tê-la enterrado nos fundo da Igreja Evangélica Batista Pentecostal onde trabalhavam como caseiros.

O corpo foi encontrado no inicio da tarde desde domingo (19) no bairro Nova Lima, em Campo Grande.

Segundo a Polícia Militar, o caseiro teria matado a esposa no feriado do dia 15 de novembro e a enterrado no mesmo dia. Ele teria emprestado de uma vizinha uma enxada com a desculpa de cavar um buraco para fossa. Dentro da casa do casal foram encontrados um par de sapatos cheio de barro e uma faca suja com sangue.

O pastor José Marcos Gomes teria visto rastros nos fundos da igreja, parecendo que alguma coisa fora arrastada pelo chão. Na tentativa de verificar do que se tratava, começou a cavar e encontrou o rosto de uma pessoa enterrada, chamando a polícia em seguida.

Populares informaram à polícia que o casal sempre brigava com freqüência, pois a esposa queria a separação e o marido não se conformava. Depois do dia 15, não foi escutada nenhuma discussão e não se ouvia nenhum ruído no local. A Polícia Civil investiga o caso, mas até o momento não há pistas sobre o paradeiro do suspeito.

Usuária de drogas

A jovem Vanessa Casal Silva de Arruda, 19 anos, encontrada enterrada nos fundos de uma igreja evangélica na tarde deste domingo, no bairro Nova Lima, era usuária de drogas. A informação é do pai da vítima, que esteve no local do crime e prestou depoimento na Delegacia de Pronto Atendimento ao Cidadão, Depac.

Consta em boletim de ocorrência que o corpo foi encontrado pelo pastor da Igreja Evangélica Batista Pentecostal, José Marcos Gomes de Almeida, em uma pequena edícula onde residia Vanessa e o esposo Valdiney Ribeiro de Oliveira. Ele é o principal suspeito do crime, mas ainda não foi localizado pela polícia.

Fonte: G1 e MidiaMix