Um homem acusado de abusar de uma criança na vizinhança de um bairro de judeus ortodoxos há duas décadas no Brooklyn, nos Estados Unidos, foi levado sob custódia em Israel.

A polícia americana disse que Abraham Mondrowitz, de 60 anos, que se autodenomina rabino, foi preso e agora espera pela extradição.

Os promotores do distrito de Brooklyn disseram que o suposto rabino foi acusado de abusar de um menino de 10 anos em 1984 em sua casa em Nova York. Após a acusação, porém, ele fugiu para Israel.

Segundo a agência de notícias “Associated Press”, ninguém em Israel ou mesmo no Brooklyn confirma que Mondrowitz seja rabino.

Fonte: G1