Milhares de mulheres e meninas yazidis e cristãs são especificamente visadas pelo Estado islâmico para serem vendidas como escravas sexuais.

Chocado por um relatório sobre como o Estado islâmico usa o Alcorão para justificar a violência sexual sistemática contra as mulheres e as adolescentes, a pastora da Hillsong Church (Austrália), Bobbie Houston (esposa do pastor Brian) instou as mulheres em todos os lugares a orarem sobre esta situação repugnante.

Depois de ler o artigo do New York Times, em 13 de agosto, “Estado Islâmico consagra uma Teologia de estupro”, Houston postou um pedido de oração fervoroso em seu perfil do Instagram, alertando potencialmente a seus mais de 100.000 seguidores sobre relatório alarmante.

O artigo dp NY Times, escrito por Rukmini Callimachi, destaca como “o Estado Islâmico codifica escravidão sexual em regiões conquistadas no Iraque e na Síria”, usando o Alcorão em apoio. O grupo militante sunita radical usa a prática bárbara como uma ferramenta de recrutamento para aumentar seus números.

Milhares de mulheres e meninas yazidis e cristãs são especificamente visadas pelo Estado islâmico para serem vendidas como escravas sexuais, forçadas a se casarem ou serem rotineiramente estupradas. Em um relato particularmente chocante, Callimachi escreve sobre uma “pequena” garota de 12 anos de idade, que é amarrada, amordaçada e estuprada por um terrorista do Estado Islâmico, que “orou” antes e depois de abusar dela.

Numerosos relatos de sobrevivência semelhantes foram relatados pelas Nações Unidas, Direitos Humanos e Anistia Internacional.

[b]Mídias Sociais
[/b]
Houston fez soar o alarme entre os seus seguidores e os pertencentes à capacitação ministerial das mulheres da Hillsong Church, ‘Colour Sisterhood’, escrevendo:

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/smart/media.guiame.com.br/archives/2015/08/22/2855206902-.jpg[/img]”Peço à @coloursisterhood e todas as outras mulheres que se consideram uma irmandade, que orem fervorosamente por esta realidade hedionda, acontecendo agora mesmo à medida que estão lendo este post. Nós podemos nos comprometer a orar todos os dias às 12h (a menina tinha 12 anos de idade) por alguns momentos. Se você não sabe como orar – recite o Salmo 10 sobre esta situação. Ore no Espírito. Ore com entendimento. Ore com autoridade. Ore pelas vítimas. Ore também pelos abusadores. Sim. Ore pelo inimigo. Tudo o que sei é que a oração faz um caminho. Programa o alarme do seu celular para o meio-dia e envie uma oração para a atmosfera”.

Houston deu uma atualização na última quinta-feira sobre o alcance que sua postagem no Instagram havia inspirado em uma questão de dias, relatando que ela estava agora em contato com as ativistas anti-tráfico sexual, pastoras Christine Caine da Campanha A21 e Lisa Bevere.

A líder da Hillsong explicou que está convencida de que a oração vai fazer a diferença.

“Estamos pensando e esperando em Deus para nos conduzir! Mas, enquanto isso, oramos”, disse Bevere, recentemente convidada para a uma celebração na igreja do bispo TD Jakes (Potter’s House). Junto ao marido, John Bevere, ela lidera o Ministério Global Mensageiro International, cujo lema é “ensinar, alcançar e salvar (do tráfico de seres humanos)”.

Caine, cuja Campanha (sem fins lucrativos) A21 ganhou a atenção nacional por seu trabalho na proteção, recuperação e restauração de sobreviventes do tráfico humano, também alertou seus mais de 600.000 seguidores nas mídias sociais sobre a “Teologia do Estupro”, disseminada pelo Estado Islâmico, usando o artigo do NY Times e chamou o relatório de “o mais perturbador já lido sobre o EI”.

[b]Resultados[/b]

Em seu blog, na última quinta-feira (20), Bobbie lembrou aos leitores que “quando milhares de mulheres sentiram-se chocadas os seus corações maternais, carinhosos e militantes se levantaram a orar e coisas aconteceram”.

Uma coisa que tem acontecido até agora, escreveu Houston, foi um telefonema “da região onde um pastor … trabalha entre as vítimas”.

O pastor disse que “as mulheres estão simplesmente pedindo orações … elas só querem saber que não estão sozinhas”, de acordo com Houston.

A pastora ainda acrescentou: “A oração é eterna. Ela não carrega nenhum preconceito. Ela transcende a distância e as barreiras e pode penetrar, sustentar e trazer conforto para a alma perturbada ou desesperada do outro lado do planeta. É parte de nosso armamento espiritual e arsenal contra tudo o que é escuro, opressivo e oposto ao verdadeiro sentimento de Deus pela humanidade. É algo que não se pode compreender plenamente neste lado da eternidade. Mas se formos obedientes, veremos que é possível liberar o Seu poder milagroso”.

Houston resumiu sua postagem no blog, lembrando os leitores que, apesar de estes “dias loucos e escuros”, Isaías 60 diz que “A promessa é que a luz e a glória (a Deus) sobre a Sua Igreja nestes últimos dias iriam brilhar esperançosamente”.

Os Houston fundaram a Hillsong Church, baseada em Sydney (Austrália), em 1983, e a igreja atualmente tem congregações em 14 países e em cinco continentes. A igreja pentecostal influente, afiliada com a associação das Igrejas Cristãs da Austrália, relata que ela atinge um frequência global de cerca de 100 mil pessoas por semana (ao todo).

O vídeo do YouTube abaixo, também publicado no relatório da Times, apresenta suposto militante Estado Islâmico, conversando ansiosamente e animado sobre como eles planejam para barganhar e avaliar jovens vítimas do tráfico sexual:

[b]Fonte: Guia-me[/b]