A igreja oficial inglesa acusa o Governo de Gordon Brown de descriminar os cristãos e de se focar inteiramente nas religiões minoritárias.

As acusações são feitas num estudo, encomendado pela Igreja Anglicana, e produzido por peritos do Instituto Von Hugel da Universidade de Cambridge, e conta com o apoio de três terços dos bispos, incluindo o Arcebispo de Cantuária e o Bispo de York.

“Encontramos, da parte do Governo, uma falta de compreensão de, ou interesse no, potencial da Igreja Anglicana para contribuir para a esfera pública”, diz o relatório, antes de afirmar que “de facto, foi-nos dito que o Governo tinha optado por se concentrar, quase exclusivamente, nas religiões minoritárias.”

O estudo acusa ainda o Governo de iliteracia religiosa.

Estas acusações da Igreja Anglicana seguem-se às declarações do Bispo Michael Nazir-Ali, a semana passada, de que o declínio dos valores cristãos tradicionais estava a deixar um vácuo que seria preenchido por fundamentalismo islâmico.

Fonte: FA/Daily Telegraph