O ex-capelão militar, Pe. Christian von Wernich, detido e processado judicialmente por cumplicidade nas violações dos direitos humanos durante a última ditadura na Argentina, poderia ser sancionado pela Igreja católica, caso seja condenado, declarou nesta segunda-feira o seu bispo.

Dom Martín de Elizalde, bispo da Diocese de Nueve de Julio, à qual pertence o ex-capelão, declarou à imprensa que se o Pe. Von Wernich for finalmente condenado pelo tribunal federal que o está julgando, o sacerdote “poderia ser expulso do estado clerical”. Isso implica suspendê-lo por toda a vida, e ficaria então impossibilitado de celebrar a missa e administrar os sacramentos. No entanto, jamais Von Wernich perderia seu estado sacerdotal.

O sacerdote, de 69 anos, está sendo julgado pelo Tribunal Federal de La Plata, acusado de ter participado em sete homicídios, 31 casos de torturas e em 42 seqüestros cometidos durante o regime que governou a Argentina entre 1976 e 1983.

Fonte: Rádio Vaticano