Papa Francisco pensativo
Papa Francisco pensativo

O papa Francisco abriu uma discussão na Igreja Católica sobre a possibilidade de suspender parcialmente a regra do celibato para permitir que padres casados façam trabalhos de evangelização na Amazônia.

A sugestão teria sido feita ao papa pelo cardeal brasileiro Dom Cláudio Hummes, apontado como amigo do pontífice, informou o jornal italiano Il Messaggero.

O foco da questão do celibato está na falta de padres na região amazônica, especificamente, e não no celibato em si, porém, o tema deverá ser discutido no sínodo dos bispos previsto para 2019.

Para o secretário da Comissão Episcopal para a Amazônia da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Erwin Krautler, o sínodo discutirá a evangelização dos povos indígenas. “O celibato em si não é o tema. A questão é a evangelização dos índios na Amazônia, que estão ameaçados em sua sobrevivência. Fala-se também da escassez do clero nessas comunidades”, esclareceu.

Segundo a agência de notícias austríaca KNA, Dom Krautler também teria levado o assunto ao Papa, que o teria orientado a formular aos clérigos brasileiros perguntas válidas sobre o tema.

Questionado sobre a veracidade das informações, Krautler respondeu. “Nunca pedi ao Papa uma permissão especial para ordenar homens casados. Referi-me na audiência particular que o papa Francisco me concedeu em 4 de abril de 2014 às comunidades sem eucaristia”, esclareceu.

Fonte: O Imparcial