Bélgica decidiu indenizar algumas vítimas de abusos sexuais cometidos por membros do clero, bem como inabilitar os autores desses crimes.

O anúncio foi feito ontem por um porta-voz da Conferência Episcopal do país.

A Igreja deve custear as despesas terapêuticas para a recuperação de “algumas” das pessoas que sofreram abusos, afirmou hoje um porta-voz de André-Joseph Leonard, arcebispo de Bruxelas-Malinas.

A Igreja belga cobrirá somente os gastos que houver a partir de agora e decidirá “caso por caso” quais vítimas receberão indenizações, detalhou o porta-voz, Jurgen Mettepenningen, em entrevista concedida aos jornais flamengos “De Standaard” e “Nieuwsblad”.

Segundo Mettepenningen, a Conferência Episcopal belga tomou esta decisão na última reunião que teve, na semana passada.

Já o representante de um grupo de vítimas, Jan Hertogen, reivindicou à Igreja que indenize todas as pessoas que sofreram abusos, com 120 euros por mês.

[b]Fonte: EFE
[/b]