A diocese católica de San Diego, no Estado americano da Califórnia, fechou acordo com mais 144 vítimas de sacerdotes pedófilos e pagará indenizações no valor total de US$ 198 milhões (mais de R$ 388 milhões), anunciaram as partes envolvidas nesta sexta-feira.

Há seis meses, a diocese de San Diego recorreu à lei de falências, tornando-se a quinta a adotar este procedimento nos Estados Unidos.

Em julho, o arcebispo de Los Angeles aceitou desembolsar US$ 660 milhões (quase R$ 1,3 bilhão) para resolver amistosamente os processos lançados contra sua diocese por 508 pessoas. O acerto foi feito pouco antes do início de um processo que prometia revelar testemunhos a público.

Esta soma elevou a US$ 2,8 bilhões (R$ 5,4 bilhões) o total desembolsado pela Igreja Católica nos Estados Unidos para solucionar casos de pedofilia.

O escândalo de pedofilia na igreja explodiu em Boston, no Estado americano de Massachusetts em 2002, depois que um grupo de mais de 500 pessoas entrou com ação na justiça por abuso sexual. Este caso foi encerrado com uma indenização de US$ 85 milhões (R$ 166,7 milhões).

Fonte: Folha Online