A Campanha da Fraternidade 2008 será lançada oficialmente hoje, em Brasília, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e se propõe a alertar a sociedade contra práticas que colocam em risco a sobrevivência humana

A defesa da vida é o tema da 45º Campanha da Fraternidade que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança hoje, em Brasília, às 15h. O ato nacional de lançamento ficará a cargo do secretário da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa. Com essa proposta, a Igreja quer alertar a sociedade contra práticas que colocam em risco a sobrevivência humana.

Em Pernambuco, o lançamento será feito amanhã, às 19h30, pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, e coincide com a celebração de abertura do ano Rumo ao Centenário de dom Hélder Câmara. O evento será na sede da CNBB, na Rua Dom Bosco, 908, Boa Vista. Em seguida, haverá uma procissão, saindo na Igreja das Fronteiras. No sábado, a Pastoral da Saúde realiza um encontro na Cúria para refletir sobre os assuntos que dizem respeito à campanha 2008.

Sobre o tema deste ano, o padre Amaurílio Machado, administrador da Paróquia do Vasco da Gama, explica que a intenção é defender a vida contra a cultura de morte que está sendo implantada e despertar o espírito comunitário na pessoa de bem para que ela veja no outro um irmão. “Hoje, a dignidade da pessoa é medida pela capacidade de produzir, de dar lucro. O ser humano tornou-se descartável”, acredita. Segundo o religioso, essa desvalorização resultou na violação dos direitos humanos até nas pesquisas científicas. E cita a clonagem como exemplo.

Como o lema da campanha é “Escolhe, pois, a vida”, o uso da pílula do dia seguinte, motivo de polêmica recente entre a Arquidiocese de Olinda e Recife e a Prefeitura do Recife, deve voltar ao centro das discussões. Para a Igreja, a pílula é abortiva e o aborto é considerado um ato contra a vida. Outras práticas como a eutanásia também serão combatidas. “O que a Igreja está fazendo é seguindo o ensinamento de Jesus, quando disse que veio para que todos tenham vida. E que vivam plenamente”, conclui o padre.

A Campanha da Fraternidade coincide com o início da Quaresma, na Quarta-Feira de Cinzas, quando a Igreja inicia um período de luto e penitência antes da Páscoa, lembrando a morte e ressurreição de Jesus.

Ainda haverá um lançamento regional, abrangendo os quatro Estados da CNBB NE 2 (Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte), no dia 16 de março, em João Pessoa (PB). Nesse dia, justamente o Domingo de Ramos, começa a arrecadação oficial de recursos para aplicar nos projetos sociais ligados à campanha. Nas missas e celebrações, os fiéis vão receber um envelope, intitulado Gesto Concreto, para depositar seu donativo.

Fonte: JC Online