A Igreja Ortodoxo russa e a Igreja Católica estão dando, neste período natalino, claros sinais de aproximação. O bispo católico da diocese da Transfiguração, em Novosibirsk, Dom Joseph Werth, entregou, no último dia 19, numa solene liturgia ortodoxa, uma relíquia de São Nicolau ao bispo russo-ortodoxo Aristarco, de Kemerovo e Novokuznetsk, Sibéria.

A santa missa, da qual participou também o núncio apostólico na Federação Russa, Arcebispo Antonio Mennini, foi celebrada na solenidade russa de São Nicolau, na Catedral de São Nicolau, de Kemerovo.

O bispo Aristarco disse que a entrega da relíquia “é um sinal autêntico do amor e do apreço mútuo entre a Igreja Ortodoxa russa e a Igreja Católica”. Ele destacou também, a alegria com que os fiéis acolhiam a relíquia, recordando que a cristandade oriental e ocidental veneram, conjuntamente, numerosos santos.

Por sua vez, Dom Joseph Werth, que se dirigiu ao bispo Aristarco, chamando-o de “irmão no cargo episcopal”, disse: “Os bispos, sacerdotes e fiéis ortodoxos e católicos se encontram e rezam ao único Senhor. Estou certo de que, no futuro, se estabelecerão relações fraternas também em outras cidades da Sibéria.”

O núncio apostólico na Federação Russa, Dom Mennini, explicou que o ato de entrega das relíquias de São Nicolau representa “um gesto de amor fraterno” por parte de Bento XVI, que sempre quis entregar esta relíquia ao bispo ortodoxo e aos fiéis de Kemerovo.

Dom Mennini assinalou ainda, que, para a Igreja Católica, era importante prosseguir o diálogo com a Igreja Ortodoxa, em todas as oportunidades. Os representantes de ambas as Igrejas qualificaram o evento como “histórico”.

A cidade de Kemerovo se encontra 3.400km a leste de Moscou, na região de Kuzbas, Sibéria.

Fonte: Rádio Vaticano