O frei Erivan Messias da Silva foi preso ao sair de um motel acompanhado de uma adolescente de 16 anos, em Mato Grosso.

A Igreja Católica decidiu suspender do exercício sacerdotal o frei Erivan Messias da Silva, preso ao sair de um motel acompanhado de uma adolescente de 16 anos, em Várzea Grande, Mato Grosso, nesta segunda-feira. O arcebispo de Cuiabá, Dom Milton Santos, divulgou uma nota sobre o caso. Ele disse que sente repulsa pelo que ocorreu.

O religioso, de 50 anos, e a adolescente entraram com o carro da paróquia em um motel por volta das 14 horas. Quando saíram, por volta das 17 horas, a polícia efetou a prisão.

A delegada da delegacia de defesa da mulher, Juliana Palhares, ressalta que fez o flagrante após denúncia anônima.

– Houve denúncia de um comportamento estranho do frei em relação à menor. A denúncia não foi por assédio contra outras adolescentes ou mulheres da paróquia. A partir daí, a polícia monitorou e no mês de janeiro intensificamos as investigações até chegar à prisão dele. A menor era, praticamente, namorada dele – diz a delegada.

Juliana relata ainda que o frei conhecia e era próximo da família da vítima, o que agrava o crime. Segundo informações do site da Arquidiocese, o frei foi ordenado em 1989.

Confira abaixo o comunicado oficial da Arquidiocese de Cuiabá:

“Diante dos fatos ocorridos com o FREI ERIVAN MESSIAS DA SILVA, NA TARDE DE 31 DE JANEIRO DE 2011, EM VÁRZEA GRANDE, MT, manifestamos nossa consternação e repulsa pelo fato ocorrido com uma jovem de dezesseis anos.

No tocante à Arquidiocese de Cuiabá já notificamos de imediato ao interessado a SUSPENSÃO DO EXERCÍCIO DO MINISTÉRIO SACERDOTAL E A DESTITUIÇÃO DE PÁROCO DAS PARÓQUIAS NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS E NOSSA SENHORA DE GUADALUPE.

Os demais encaminhamentos serão conduzidos pelos Superiores da Ordem/Congregação à qual pertence o Frei.

Milton Santos – Arcebispo

Cuiabá, 01 de fevereiro de 2011.”

[b]Fonte: O Globo[/b]