Uma famosa igreja fundamentalista cristã baseada nos Estados Unidos ameaçou fazer no Reino Unido sua primeira manifestação contra os gays em protesto contra uma peça estudantil homossexual, informa o jornal “Independent”.

Os fiéis são da Igreja Batista de Westboro, grupo homofóbico que vai a enterros de vítimas da aids e de soldados americanos com cartazes como “Deus Odeia Bichas”. Eles prometeram fazer o protesto nesta sexta-feira do lado de fora da faculdade de Basingstoke, que vai apresentar “The Laramie Project”, peça que fala sobre a morte de Matthew Shepard, um gay do Wyoming que foi espancado até a morte em 1998 e que virou símbolo da luta contra a homofobia.

Na terça-feira, o grupo informou que havia enviado secretamente alguns fiéis para o Reino Unido antes de serem impedidos de entrar no país por conta de crimes de racismo. A igreja, fundada por Fred Phelpa, ficou famosa quando usou o enterro de Shepard para mostrar ao mundo as suas crenças contra os homossexuais.

Nos últimos anos, os membros da igreja causaram ainda mais polêmica ao começarem a frequentar funerais de militares americanos, alegando que a morte dos soldados se devia à aceitação dos Estados Unidos ao homossexualismo.

Se conseguirem realizar o protesto nesta sexta-feira, será a primeira vez que a igreja se manifestará globalmente. O possível protesto também colocará enorme pressão sobre o governo britânico sobre a entrada dos fiéis no país caso, de fato, já tenham chegado.

Grupos de ativistas já prometeram tentar impedir o possível protesto dos americanos. Alguns sites na internet sugeriram, inclusive, usar da força para expulsar os fiéis de Basingstoke se necessário.

Fonte: O Globo