A Igreja Católica da cidade italiana de Bolonha (centro) planeja celebrar uma missa especial após o escândalo provocado pelo show intitulado “A Virgem chora esperma”, previsto para o fim do mês, informou um porta-voz eclesiástico.

A “missa em desagravo aos ultrajes de que a Virgem Maria tem sido vítima recentemente” estava prevista para a tarde desta terça-feira e seria celebrada pelo cardeal Carlo Caffarra, informou uma fonte da Igreja.

“É um evento puramente religioso”, acrescentou a fonte, afirmando que ele espera uma grande assistência por causa dos vínculos entre a cidade e a Virgem, a quem é dedicada a basílica de Bolonha.

“É normal celebrar uma missa em desagravo após uma blasfêmia”, explicou o porta-voz da Igreja.

“Felizmente, não acontece com freqüência”, acrescentou.

A prefeitura cancelou o show na segunda-feira, após receber um grande número de queixas de personalidades políticas e religiosas que consideraram o título da apresentação “ofensivo” e depois de os organizadores do espetáculo se recusarem a mudar seu nome, declarou à AFP Carmelo Adagio, prefeito do distrito San Vitale de Bolonha.

A apresentação deveria ser celebrada no fim do mês neste distrito universitário, como parte de um festival de três dias dedicado às lésbicas, disse Carmelo.

Fonte: AFP