Onze pessoas morreram no interior de uma igreja no Estado de Puebla, onde se realizava um batizado, destruída no terremoto de terça-feira.

A Arquidiocese de Puebla confirmou a mortes das 11 pessoas, entre elas 4 crianças, incluindo o bebê que estava sendo batizado no Templo de Santiago Apóstolo, do século 17. O padre e o sacristão conseguiram escapar.

Os moradores de Atzala, uma das zonas mais afetadas pelo terremoto, se apresentaram para ajudar nos trabalhos de resgate e retirada de escombros até a chegada das autoridades. Após várias horas, foram encontrados os corpos.

O responsável pelo município, Alberto Ramos Morán, disse que entraria em contato com as autoridades federais para realizar um censo das moradias afetadas.

O secretário de governo de Puebla, Diódoro Carrasco, disse que Atzala foi um dos municípios mais afetados na zona de Mixteca.

Fonte: O Tempo