No dia 14 de setembro, os cristãos de um vilarejo indiano que trabalhavam na construção de uma igreja foram agredidos por extremistas anticristãos.

Os radicais destruíram completamente as novas instalações em dois dias e, apesar da congregação ter a permissão do governo para construir a igreja, os extremistas a demoliram assim mesmo. Eles deixaram implícito que os cristãos foram desonestos na requisição de permissão sobre o que estavam construindo e os acusaram de não possuir uma permissão válida para construção.

No dia da demolição, o pastor da Gospel do Asia, Paul Joseph e sua congregação haviam completado boa parte do edifício. Junto de outros líderes a polícia foi acionada, mas se recusou a prestar ajudar.

No dia seguinte aos ataques, os radicais pressionaram os moradores da região a assinar uma petição contra a construção da igreja. Ignorando os apelos dos cristãos para cessarem os ataques, os agressores insistiram e disseram: “Nós não queremos nenhuma igreja nesta área”.

Esse incidente entristeceu profundamente Paul Joseph e sua família. Ele agradece as orações pelos cristãos, para que permaneçam firmes na fé, e possam reconstruir sua igreja.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]