Começou no dia 6, a primeira fase de uma campanha que a Igreja espanhola desenvolve para promover a consciência do novo sistema de financiamento, coberto por um acordo entre o Estado espanhol e a Santa Sé, datado de dezembro de 2006.

O objetivo, segundo a Conferência Episcopal espanhola, é “fomentar uma maior responsabilidade dos católicos e de todas as pessoas em geral, que apreciam o trabalho da Igreja na sociedade” e pretende “garantir apoio econômico para a Igreja no futuro”.

Sob este acordo, o imposto atribuído ao IRS vai aumentar de 0,5 para 0,7 % e a isenção será retirada. A doação direta do Estado para a Igreja também é eliminada, por isso os fiéis são chamados a tornar-se mais responsáveis e a expressar o seu apoio à Igreja, nas suas deduções de IRS.

A primeira fase da campanha desenrola-se durante um mês, através de anúncios comerciais na televisão, imprensa e na internet, fornecendo informação sobre o acordo entre Espanha e a Santa Sé.

Nas próximas semanas, os anúncios comerciais na televisão vão também contar histórias reais de sacerdotes, religiosos, homens e mulheres que desempenham funções diferentes na igreja.

Segundo a Conferência Episcopal espanhola, a campanha mostra que a Igreja Católica “faz parte do dia a dia da vida do país” e que muitos fiéis que trabalham nas comunidades cristãs desenvolvem “tarefas discretas mas que são essenciais para o bem geral da sociedade”.

Fonte: Agência Ecclesia