Igreja evangélica incendiada no Quirguistão
Igreja evangélica incendiada no Quirguistão

Uma igreja foi queimada na noite do último dia 3 na cidade de Kajisay, na região de Issyk-kul, no Quirguistão.

O local era uma casa de oração que pertencia a uma igreja cristã. A polícia foi até o local e abriu uma investigação. A principal hipótese com que trabalham é de incêndio criminoso.

“Nós não acreditamos que a polícia encontre e puna aqueles que queimaram nossa igreja”, disse um dos 40 membros quirguizes e russos que agora procuram um novo lugar para realizar os cultos.

A polícia já abriu uma investigação e a principal hipótese é de incêndio criminoso. Eles disseram: “É óbvio que foi um incêndio causado intencionalmente por aqueles que não gostam da igreja nem do cristianismo no meio de um país muçulmano”.

O estranho é que eles estão investigando quem deu dinheiro para comprar a igreja, quantos quirguizes frequentam a igreja e porque eles vão à igreja ao invés de ir à mesquita.

Um dos cristãos locais disse à Portas Abertas: “Nós não acreditamos que a polícia vá encontrar e punir quem incendiou nossa igreja, mas nós os abençoamos e oramos por eles. Deus sabe quem foi”.

Os cristãos pedem oração para que justiça seja feita, que eles sejam guardados pelo Senhor e que continuem tendo sabedoria para lidar com a situação e achem um novo lugar para se reunir.

O Quirguistão é uma exceção na Ásia Central, pois elegeu democraticamente seu chefe de estado e parlamento. No entanto, em 2009 introduziu uma das mais restritivas leis de religião, segundo a qual uma igreja só pode ser registrada se tiver mais de 200 membros.

Poucas congregações no país atingem essa quantidade de fiéis. Apesar de o país não estar entre os 50 países da Lista Mundial da Perseguição de 2017, os 5% de cristãos quirguizes enfrentam forte controle do governo e opressão islâmica. Ore pela Igreja Perseguida no Quirguistão.

Fonte: Missão Portas Abertas