A paróquia de São Tomé e São Maurício ganhou de presente de Natal na última quarta-feira (25) 100 mil libras (cerca de R$ 386 mil) que tinham sido encontradas em uma sacola de lixo.

A história foi reportada pelo jornal inglês “Daily Mail”.

O valor é quase três vezes maior que a quantia que a igreja já conseguiu arrecadar em uma festa de verão que contou com a dedicação de toda a comunidade.

A história do dinheiro começou quatro meses atrás, quando um saco de lixo cheio de cédulas foi achado na porta de uma antiga casa paroquial de propriedade da igreja.

A pequena fortuna foi encontrada pelo então ocupante do local, que logo tratou de entregá-la à polícia. Uma investigação foi feita para descobrir como a sacola foi parar lá e se era fruto de algum crime. A polícia não conseguiu encontrar respostas para nenhuma das duas questões.

Uma audiência realizada no Tribunal de Justiça de York decidiu destinar o dinheiro ao dono do local onde havia sido achado, no caso, a paróquia.

Eleanor Course, a porta-voz da diocese, disse que não havia disputa em torno da questão de quem deveria ficar com o dinheiro. Segundo ela, a pessoa que achou as cédulas não criticou a ideia de o dinheiro ir para a igreja. “Era só questão de esperar a decisão dos juízes”, afirmou.

O pároco da igreja, reverendo Philip Moore, não quis comentar a notícia. A diocese de York informou que se compromete a destinar o dinheiro a obras de beneficiem a comunidade local.

Segundo Eleanor Course, ainda não há planos detalhados sobre o que será feito com o presente de Natal. “Nenhuma decisão foi tomada em relação a como o dinheiro será gasto. Nós não sabemos se será destinado a um único projeto ou não, mas será utilizado em prol do trabalho da igreja na comunidade”, garantiu.

[b]Fonte: Boa Informação[/b]