O presidente da Conferência Episcopal Francesa, Cardeal Jean-Pierre Ricard, arcebispo de Bordeaux, disse _ em entrevista ao diário “La Croix” _ que a Igreja em seu país está repleta de sinais que lhe permitem ter esperanças no futuro.

O Cardeal Ricard afirmou que, não obstante o “movimento de laicismo” que se difunde nas sociedades ocidentais, prejudicando “as relações das pessoas com a fé e com a Igreja”, ainda existem “cristãos engajados na vida eclesial, homens e mulheres que redescobrem o caminho da fé, e tantas pessoas devotas que investem na educação cristã. São sinais _ sublinhou o cardeal _ que nos deixam esperar no futuro.”

À pergunta “se a França continua a ser “l’enfant terrible” da Igreja, pelo escasso número de vocações ao sacerdócio e à vida religiosa”, o Cardeal Ricard respondeu que ouve essas afirmações desde que contava apenas 15 anos de idade. “Roma sabe que isso não é verdade, Roma sabe que a nossa situação é difícil, mas sabe também o que temos feito para manter nossa Igreja viva” _ concluiu.

Fonte: Rádio Vaticano