O vice-presidente da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), Roberto Lückert, negou as declarações que a secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, fez quarta-feira sobre supostas reuniões entre autoridades da Igreja em Caracas e funcionários dos Estados Unidos.

“Isso é mentira, sou vice-presidente da CEV e eu em nenhum momento senti que tenham nos convidado, ou pedido audiência com a presidência da Conferência Episcopal, para manifestar isso que foi dito por essa senhora, que passou aqui para dizer coisas que não são verdade”, disse o prelado à emissora local Unión Radio.

“Nós quatro da presidência nos reunimos ontem e em nenhum momento falamos sobre se o embaixador ou alguém do governo norte-americano está preocupado conosco, me parece uma lerdeza da parte dessa senhora”, acrescentou Lückert.

Rice disse na quarta-feira que a Igreja católica venezuelana estava “sob ataque” do presidente Hugo Chávez e que foram estabelecidos contatos com bispos.

A secretária de Estado norte-americana também acusou Chávez de destruir seu país, tanto em nível político como econômico, e de encaminhá-lo a uma “transição negativa”.

Fonte: ANSA