Uma congregação religiosa do Texas se negou a realizar uma missa a um soldado morto na Guerra do Golfo porque ele era homossexual.

Os responsáveis pela igreja cancelaram a cerimônia 24 horas antes, ao descobrirem que o soldado Cecil Howard Sinclair (na foto com a irmã) era gay.

O reverendo Gary Simons explicou sua negativa à família de que a homossexualidade é um pecado e não poderia realizar o culto.

Fonte: Gay