A Igreja Ortodoxa russa pode canonizar o ex-presidente Boris Yeltsin, afirma em sua edição da quarta-feira o jornal Tvoy Dien, que cita fontes anônimas no Patriarcado de Moscou.

Sem dar outros detalhes e razões, as fontes ligam esta possibilidade a um recente decreto do presidente russo, Vladimir Putin, para criar a Biblioteca Presidencial Yeltsin, informou o tablóide em sua edição, citada pela rádio Eco de Moscou.

As fontes disseram que o decreto determina que a Biblioteca Yeltsin fique no histórico Palácio do Santo Sínodo da antiga capital imperial, São Petersburgo.

Segundo o Kremlin, a Biblioteca Presidencial Yeltsin, concebida como o centro de toda a rede bibliotecária do país, terá filiais em todas as regiões da Rússia, e deve ser inaugurada no final de 2008.

O decreto para criar a Biblioteca Presidencial foi assinado em fevereiro deste ano. Em 26 de abril, em sua mensagem sobre o estado da nação, Putin propôs dar a ela o nome de Yeltsin, primeiro presidente da Rússia pós-soviética, que morrera três dias antes.

Fonte: Terra