Culto religioso promovido por uma igreja da cidade americana de Bridgeport, em Connecticut, está provocandoforte reação entre comunidades gays do mundo. A pastora da pequena igreja afirma que tira o “demônio” de homossexuais, “convertendo-os” em heterossexuais.

Em vídeo postado no You Tube, um rapaz de 16 anos se contorce convulsivamente enquanto fiéis se mantêm calmos. “Você, demônio homossexual, levanta e sai daqui. Você, demônio, perca-se. Você, demônio do sexo, sua cobra”, gritam eufóricos na gravação.

As imagens revoltaram jovens gays militantes e colocaram a igreja no meio de um debate nacional sobre a questão, segundo site da CNN.

Patricia McKinney, pastora da congregação, que diz ser uma profeta, afirma estar até recebendo ameaças de morte por causa do vídeo.

“Eu acredito em libertação, eu acredito em unção, eu acredito no poder de Jesus. Eu já fui ameaçada, já fui atacada, e não faz nenhum sentido para nós” disse ela, em entrevista pelo telefone à emissora de TV americana.

Patricia afirma que ela não se refere aos eventos do vídeo como exorcismo, mas sim como uma “expulsão de espíritos imundos”. Segundo a religiosa, o rapaz foi à igreja e disse que queria ser um pastor, mas que lutava contra sua sexualidade.

“Permitimos que (gays) venham à nossa igreja. Mas não podem permanecer com o mesmo estilo de vida”, afirmou.

O caso foi reportado ao Departamento de Crianças e Família do estado. Mas representantes da causa gay não acreditam que possam dar início a algum procedimento legal contra a igreja. Preferem insistir, em diálogo aberto com os fiéis

Fonte: O Dia online