Após polêmica, catedral de Ribeirão Preto decidiu colocar apenas refrigerantes dentro do Fusca que foi rifado.

Depois da polêmica envolvendo rifas para concorrer a um Fusca lotado de cerveja, a catedral de Ribeirão Preto decidiu colocar apenas refrigerantes dentro do carro anteontem -dia do sorteio.

Segundo uma das vendedoras das rifas, isso foi feito porque a iniciativa atraiu a atenção de emissoras de TV e jornais após a divulgação do sorteio feito pela Folha.

Os organizadores avisaram, no entanto, que o vencedor poderia levar o Fusca com cerveja -como foi anunciado desde que as rifas começaram a ser vendidas, em setembro- ou refrigerantes.

Nem uma coisa nem outra. A analista Ana Cláudia Queiroz, 31, foi sorteada, levou o carro, mas doou as bebidas para venda na própria quermesse, que voltou a ocorrer ontem de manhã.

Cerca de 25 mil cupons foram vendidos, a R$ 2 cada um. O dinheiro será usado na obra de um centro social.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]