A Igreja Renascer em Cristo voltou atrás em um apoio quase definido ao candidato a prefeito de São Paulo José Serra (PSDB) e afirmou nesta quarta-feira (15) que está dividida entre o tucano e seu adversário Celso Russomanno (PRB).

O deputado federal Marcelo Aguiar (PSD-SP), responsável pelas articulações políticas da Renascer, se reuniu pela manhã com o presidente do conselho político da campanha de Russomano, Campos Machado (PTB), e com o candidato a vice-prefeito Luiz Flávio Borges D’Urso (PTB).

“Estamos divididos, vamos pensar. Avançamos na conversa de hoje, foi muito positivo”, afirmou Aguiar, que disse que a escolha definitiva deve sair nos próximos dias.

Aguiar afirmou que pesa em favor de Russomanno a ligação com D’Urso, que defendeu na Justiça a igreja e seus líderes, apóstolo Estevam Hernandes e bispa Sônia Hernandes. O membro da Renascer disse ainda que Russomanno representa “renovação e nova mentalidade” e “é uma cabeça jovem e muito dinâmica”.

O deputado disse, porém, que não sabe se será possível desistir do apoio a Serra, que estaria “muito avançado”. “Não sei se vamos conseguir, nessa altura do campeonato, retroceder alguma coisa”.

[b]FLEXIBILIDADE[/b]

Aguiar afirmou que, a favor de Serra, a igreja avalia que seu aliado, prefeito Gilberto Kassab (PSD), “teve cuidado muito grande com as igrejas e deu muita flexibilidade e tempo para regularizar os templos”.

O deputado, disse ainda que, qualquer que seja a definição de apoio, Russomanno será recebido em evento da Renascer para receber oração em seu nome, assim como teve Serra.

Aguiar afirmou que tem “autoridade total” do apóstolo Hernandes para resolver as questões políticas da igreja.

Apesar da cautela de Aguiar, Campos Machado disse deixou a reunião “confiante” e que entendeu “que o apoio já está definido”. “Não tem possibilidade de eles não estarem fechados conosco. Vai ser muito importante o Russomanno ter uma igreja tão conceituada como a Renascer ao seu lado”, disse.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]