Uma igreja no Arizona, Estados Unidos, está realizando vigílias de oração por Robert Park, um missionário coreano-americano que está preso na Coreia do Norte.

Um ativista sul-coreano afirma que Robert entrou ilegalmente na Coreia do Norte no dia de Natal, com uma carta pedindo que Kim Jong Il libertasse todos os prisioneiros políticos do país.

Margaret Pasquet, amiga do jovem, conta que Robert frequentava a igreja Vida em Cristo em Tucson, antes de responder ao chamado de Deus para ajudar os cristãos norte-coreanos.

O pastor da igreja Vida em Cristo, John Benson, disse que a última vez que falou com Robert foi há seis semanas, e o missionário sentia que havia algo mais que ele podia fazer. John Benson afirmou que Robert não tem medo de morrer, mas também não tentava ser um mártir.

A igreja tem se reunido para orar por Robert aos sábados e domingos. Mobilize sua igreja a interceder por ele também.

Fonte: Missão Portas Abertas