Líderes da igreja sul-africana promoveram nesta quarta-feira uma série de orações em frente ao hospital onde o ex-presidente Nelson Mandela completará dois meses hospitalizado.

O arcebispo Joe Seoka pediu para que os sul-africanos permaneçam unidos.

“Deus está usando Madiba e sua doença para nos convidar a permanecermos unidos em torno dos valores que ele representa”, disse o arcebispo, referindo-se a Mandela pelo nome como é chamado por seu clã.

Nos últimos dois meses, a saúde do prêmio Nobel da Paz tem sido motivo de grande preocupação na África do Sul, onde Mandela é considerado um santo.

A entrada do hospital em Pretória permanece tomada por cartazes, fotografias e flores ali deixadas em homenagem a Mandela.

Nesta quarta-feira, um grupo de 50 estudantes reuniu-se na entrada da Mediclinic para cantar “Mandela, te amamos, ninguém é como você”.

[b]Fonte: Voz da Rússia[/b]