A Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) distribuiu na sexta-feira, 7 de setembro, durante “a maior sessão de descarrego do mundo”, segundo a organização, carnês bancários para que seus fiéis contribuam na ampliação da rede de rádio da igreja no país.

O valor mínimo proposto a ser pago mensalmente é de R$ 20.

O evento, na praia de Botafogo, zona sul do Rio, contou com a presença de 650 mil pessoas, disse a PM. O carnê -com 12 boletos, além da capa e contracapa- traz uma explicação aos fiéis sobre a importância do papel do rádio na evangelização.

“A mídia é um canal valioso que a Iurd tem usado na propagação da Palavra de Deus, e o rádio é a principal ferramenta capaz de alcançar aqueles que moram nas mais distantes regiões”, diz o texto na contra-capa do “carnê dos Auxiliares”.

A Iurd já controla uma rede nacional de rádios em FM, a Rede Aleluia, além de várias emissoras locais, em AM e FM.

A recompensa pela colaboração seria a inclusão do nome do contribuinte à “lista dos auxiliares do bispo Edir Macedo”. “Logo após você pagar, e entregar o comprovante na igreja, seu nome chega aos nossos computadores. Aí estaremos orando por você toda a madrugada. (…) Então tem de ser feito mensalmente”, disse Macedo.

O valor proposto é de R$ 20. Macedo, fundador da igreja, pediu valores maiores. “Quem puder doar R$ 50 doe R$ 50, R$ 100.” Antes, havia ocorrido a contribuição de dízimo.

Macedo, que foi preso em 1992, sob acusação de charlatanismo, curandeirismo e estelionato, começou a erguer o império de comunicação da Universal no final dos anos 80, quando comprou as três emissoras de TV da Record de São Paulo.

O grande salto de expansão neste setor se deu nos anos 90. Até 94, a Record tinha seis geradoras próprias de TV. Em 95, foram acrescidas mais oito. Ainda nos anos 90, a Universal investiu em duas novas redes de TV -Rede Mulher e Rede Família. Neste ano, foram compradas a TV e rádios Guaíba.

Fonte: Folha de São Paulo