Segundo a administração da Igreja Universal do Reino de Deus, o jovem se envolveu em uma briga com outro jovem no estacionamento da igreja.

A administração da Igreja Universal do Reino de Deus negou, terça-feira (19), que seguranças do templo da Avenida Constantino Nery, bairro São Geraldo, zona centro-sul de Manaus, tenham agredido o estudante Valdlayghiton Góis Duarte, 19 anos, no último sábado.

A denúncia foi feita pelo jovem no 1º Distrito Integrado de Polícia (1º DIP) e publicada na edição de terça do jornal DEZ MINUTOS.

Segundo a administração, Valdlayghiton se envolveu em uma briga com outro jovem no estacionamento da igreja e acabou sendo imobilizado pelos seguranças, a pedido do rapaz que era agredido.

“Os seguranças agiram dentro dos padrões permitidos. Não procedemos da forma como foi relatada na denúncia. Há uma orientação nossa e da empresa de vigilância que presta serviço”, informou.

Ainda segundo a administração, uma viatura da Polícia Militar (PM), que estava próxima ao templo, foi acionada e os policiais militares algemaram o estudante, em seguida o liberaram, após alegar que estava tudo bem.

[b]Fonte: D24AM[/b]