A Igreja Católica considera que a internet e outras tecnologias da comunicação são fundamentais para promover seu trabalho pastoral, afirmaram os participantes da X Reunião da Rede Informática da América Latina (RIIAL), em Honduras.

A reunião, com a presença de bispos do Conselho Episcopal Latino-americano (Celam), vai debater a relação entre a Igreja com o ciberespaço, segundo os organizadores.

O chefe dos programas de Comunicação Social do Vaticano, monsenhor Claudio Maria Celli, afirmou que evangelizar através de internet é possível, da mesma forma como a rede ajuda a estabelecer amizades e até casamentos.

O arcebispo de Tegucigalpa, Óscar Andrés Rodríguez, afirmou que Deus “não está ausente da internet” e que a Igreja Católica se propõe a evangelizar utilizando esta tecnologia.

Na reunião, que começou na segunda-feira, o cardeal ressaltou que a Igreja deve usar a internet sem medo. “Ela nos dá uma grande oportunidade para evangelizar e milhões de pessoas podem conhecer Jesus assim”, observou.

Rodríguez disse à imprensa que não sabe quantas pessoas podem ser evangelizadas pela internet. Mas, mesmo assim, a igreja fará uso desse recurso.

O RIIAL procura criar novas formas de presença e serviços da rede na América Latina, aproveitando ao máximo o novo panorama tecnológico e cultural multimídia caracterizado pela internet, informaram os representantes da Igreja Católica na capital hondurenha.

Durante o encontro, que vai até próximo sábado, será apresentado o programa “Office Eclesial”, desenvolvido pela RIIAL, para a implementação das Redes Diocesanas.

A RIIAL, que se define como uma equipe especializada em tecnologia para a evangelização, se dedica à formação e assessoria dos agentes pastorais.

Fonte: EFE