Templos e Igrejas evangélicas tornaram-se alvo constante de assaltantes em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Este ano já foram registradas 16 ocorrências de furtos, principalmente durante à noite. A Polícia Militar (PM) alerta para a necessidade de reforçar a segurança dos espaços com câmeras de segurança e alarmes.

A Igreja Presbiteriana na Vila Eduardo foi arrombada no ano passado, após isso foi instalado um alarme que dispara quando existe alguma tentativa de furto. O pastor João Batista da Silva diz que já foram mais de 30 disparos somente este ano. “Eles conseguiram levar de nós os objetos de porcelana e de valor que nós usamos para eventos especiais, levaram botijão de gás, entre outros utencílios de cozinha e pertences que nós não conseguimos identificar”, relata.

De acordo com a União dos Pastores Evangélicos de Petrolina, do início do ano até o mês de setembro, 16 boletins de ocorrência de furtos em templos religiosos foram registrados em delegacias da cidade. “Os ladrões têm focado nos equipamentos de som que são caros e muitos comprados fora do país. Esse é o foco principal de objetos que são subtraídos das igrejas que são arrombadas”, destaca o pastor Clayton Antônio da Silva.

O capitão do 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM), Welber Cavalcanti, garante que as igrejas e templos religiosos estão nos roteiros das rondas realizadas no município. “A polícia realiza rondas nas áreas residenciais e onde existem os templos religiosos. No entanto, os templos não tem ninguém tomando conta. Então, a gente orienta os responsáveis para que instalem dispositivos de segurança, alarmes e assim que os locais forem violados, a polícia estará a disposição para encaminhar uma equipe de viatura a esses locais para prender os indivíduos responsáveis pelas ações”, garante.

[b]Fonte: G1 Petrolina[/b]