Folclórico, marqueteiro, desbocado e, agora, iluminado. O atacante Carlinhos Bala, do Sport, conquistou, ontem, o primeiro título de nível nacional da carreira. Após a conquista do Sport na Copa do Brasil, ainda no gramado da Ilha do Retiro, o camisa 11 revelou que teve um contato com Deus

“Eu sempre costumo rezar quando estou indo para os treinos e para os jogos. Em uma parada em um sinal, no (bairro do) Pina, Deus falou comigo. Ele me prometeu esse título e me deu essa conquista, a mais importante da minha vida. É o primeiro título nacional da minha carreira”, garantiu o autor do primeiro gol do Sport.

Carlinhos revelou que muita gente contesta a sua fé, por ele não ter uma religião definida. E garantiu que vai voltar à igreja no domingo, para agradecer ao Todo Poderoso pela conquista. Da mesma forma que os corintianos e alguns críticos desconfiaram da afirmação após a partida em São Paulo, de que o gol de Enílton, no final do jogo, seria o gol do título do Sport.

“Quem duvida na palavra de Deus é sempre assim. Vou na igreja no domingo de novo e vou agradecer a Ele pela conquista”

Com o título, o jogador deve encerrar de vez as indiferenças que ainda existiam com alguns torcedores do Sport, resistentes a sua presença no clube. Em 2006, nas finais do Campeonato Pernambucano, quando ainda defendia o rival Santa Cruz, Carlinhos fez gestos obscenos para a torcida rubro-negra ao comemorar o seu gol na disputa por pênaltis. Nada que um título como o da Copa do Brasil não apague.

Fonte: UOL