A imagem da santa católica Nossa Senhora Aparecida parou de verter mel desde a última segunda-feira, dia 1, em uma residência de Eldorado.

O proprietário da imagem Andrei Roseni, 28 anos, afirmou que há três dias o líquido parou de escorrer dos olhos e mãos da imagem que estava transpirando o líquido desde o dia 10 de setembro.

Roseni explicou que ainda tem fé de que a imagem volte a transpirar mel. Ele salientou que o tempo que a imagem da santa ficou vertendo mel foi bom para aproximar toda a família, mas mostrou-se cauteloso ao afirmar sobre um milagre. “Acredito que seja um sinal de Deus para o povo se converter e rezar mais”, explica.

O fenômeno da santa que verte mel em Eldorado já atraiu muitos fiéis de todo o País. O dono da imagem possui um livro onde constam mais de mil assinaturas de fiéis de outras cidades de Mato Grosso do Sul e dos Estados de Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso.

Por enquanto apenas o padre Mareck Kempski, representante da Igreja Católica em Eldorado, visitou a imagem da santa. Andreis Roseni explicou que a família disponibilizou a imagem para que a Igreja Católica fizesse estudos para identificar a origem do fenômeno, entretanto, nenhum representante procurado a família.

O fenômeno da santa que verte mel em Eldorado foi presenciado primeiramente por Maria Aldina Roseni, 51 anos, que mora com os dois filhos. Ela tinha acabado de chegar em casa após sair de um grupo de oração quando percebeu que a santa estava transpirando mel.

Alguns dias antes, a imagem estava vertendo óleo, entretanto, a família não deu muita importância para o fenômeno porque pensou que era um problema devido ao material utilizado.

A imagem tinha sido comprada pela família há seis em uma loja de Eldorado. Andreis Roseni, filho de Maria Aldina, explicou que a pretensão da família é construir uma capela para a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Campo Grande

Neste ano uma imagem de Nossa Senhora de Fátima também está vertendo mel há quase quatro meses. O empresário José Rezek, proprietário da imagem, afirma que a santa começou a “transpirar” mel no dia 16 de maio, mas só resolveram divulgar o fenômeno dia sete de julho deste ano.

Fonte: Midiamax