Os cerca de 600 moradores do povoado Pau de Leite, no município de Simão Dias, a 110 quilômetros de Aracaju, só têm um assunto. No último domingo, apareceu um líquido vermelho com se estivesse saindo dos dedos de Santa Luzia, cuja imagem está num quadro pregado na parede.

A novidade mudou a rotina do casal católico José Antônio das Virgens e Aliete Ribeiro Sales, donos do quadro pois a comunidade está fazendo romarias para residência por acreditarem estar diante de um milagre da santa protetora dos olhos.

O quadro, fixado na parede mede cerca de 50 centímetros de altura por 30 de largura, pertencia a Júlia Celina de Jesus, mãe de José Antônio das Virgens, falecida há mais de 20 anos. Pelos seus cálculos de Antônio das Virgens, o quadro tem cerca de 30 anos de fabricação, e está entre uma réplica do desenho da “Última Ceia”, de Leonardo da Vinci, e outro quadro, também, de Santa Luzia, ambos em formato de relógio.

Mesmo tendo como padroeiro do povoado São Pedro, a nova atração do povoado, que ainda não tem nenhuma comprovação científica, movimentou quase toda a população. Para comportar tantos curiosos na casa de 10 cômodos, a católica Aliete tomou a providência de afastar a mesa da sala para o canto e a televisão que era o centro das atenções da sala, tornou-se objeto de segundo plano e não foi mais ligada.

A posição da Igreja Católica para o fenômeno em Pau de Leite é de prudência, segundo o padre Humberto da Silva, da igreja de Simão Dias. “A Igreja nunca vai imediatamente diante de um fenômeno como esse dizer que é algo espiritual ou provocado por alguma força superior. Acredito que esse fato está ligado a algum fenômeno de paranormalidade”, afirma o padre. Na opinião do religioso, alguém do povoado ou da família na qual apareceu a mancha vermelha está com “algum problema mental, psicológico, e que está provocando aquela situação”. Padre Humberto garantiu que até o final da semana irá visitar o povoado para averiguar melhor o ocorrido.

Casos inusitados não são inéditos no Estado. Em julho de 2002, a dona de um apartamento, no bairro 13 de Julho, em Aracaju, disse que a imagem de Nossa Senhora apareceu refletida em sua janela. A dona do apartamento contou ainda que, no dia anterior, sentiu vontade de escrever a Deus e pedir um sinal para que aumentasse sua fé. A proprietária tentou limpar o vidro, mas a imagem não sumiu. Com isso, uma multidão se reuniu em torno do prédio. Depois de alguns dias, o vidro foi retirado, após acordo entre os donos do apartamento, que estavam incomodados com a grande movimentação de fiéis.

Fonte: Paraná Online