[img align=left width=300]https://folhagospel.com/imagem/papafrancisco_pensativo_big.jpg[/img]

A capa do jornal Quotidiano Nazionale desta quarta-feira noticia que o Papa Francisco tem um tumor no cérebro, ressalvando que se trata de um problema que é curável e não necessita de intervenção cirúrgica. Apesar do Vaticano já ter desmentido, o jornal mantém a notícia.

Segundo o jornal, o médico japonês Takanori Fukushima, especialista em tumores cerebrais e aneurismas, que trabalha na clínica de San Rossore, na região italiana da Toscana, teria se deslocado de helicóptero de Pisa até ao Vaticano, onde teria realizado uma avaliação do estado de saúde do Papa, “provavelmente no final do mês de janeiro“.

O Vaticano negou nesta quarta-feira a reportagem publicada no Quotidiano Nazionale que afirma que o papa Francisco tem um tumor benigno no cérebro.

– A circulação de uma notícia completamente infundada sobre a saúde do Santo Padre por um jornal italiano é gravemente irresponsável e não merece atenção – disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, em comunicado.

– Além disso, como é claramente evidente, o papa continua sua atividade bastante intensa de forma totalmente normal – acrescentou.

Posteriormente, Francisco realizou sua audiência geral semanal diante de dezenas de milhares de pessoas na Praça de São Pedro, e estava previsto que voltaria a participar de um encontro de três semanas com bispos católicos do mundo todo, ao qual ele tem comparecido diariamente.

No entanto, também a agência de notícias italiana Ansa revela ter confirmado que o especialista japonês voou de Pisa num helicóptero da clínica San Rossore para consultar o Papa Francisco, de 78 anos, no Vaticano.

“A circulação de notícias completamente infundadas relacionadas com a saúde do Santo Papa, da autoria de um jornal italiano, são gravemente irresponsáveis e não merecem atenção“, afirmou, hoje, o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, citado pela agência Reuters. “Além disso, e como é claramente evidente, o Papa tem prosseguido a sua atividade intensa de forma totalmente normal“, acrescentou.

Andrea Cangini, diretor do Quotidiano Nazionale, já esperava ser confrontado com o desmentido do Vaticano, mas sublinha que não poderia deixar de transmitir a informação à opinião pública. No editorial do jornal, assinado pelo próprio diretor, aborda-se o “problema” de publicar uma notícia que terá impacto mundial. “Escrevemos hoje, baseando-nos em fontes seguras, que o Papa Francisco tem um tumor no cérebro e até ontem perguntámo-nos se seria lícito violar de forma tão evidente a privacidade de um homem“.

Esta notícia surge num momento delicado para o Vaticano, nas vésperas do encerramento do Sínodo dos Bispos sobre a família, que tem refletido sobre matérias polémicas no seio da Igreja, nomeadamnete a comunhão dos divorciados. Coincidência ou não, na audiência semanal desta quarta-feira o Papa Francisco recordou, a milhares de pessoas que se encontravam na Praça de São Pedro, a figura de João Paulo II (que durante anos lutou contra a doença de Parkinson sob o olhar dos crentes) e pediu aos jovens que tomassem como exemplo o testemunho de vida do antigo Papa. Dirigindo-se também aos doentes, disse-lhes que transportassem “com alegria a cruz do sofrimento“, como João Paulo II lhes ensinou.

[b]Fonte: Gazeta do Rossio e Correio do Brasil[/b]