A agência missionária de notícias AsiaNews denuncia a continuação da campanha anticristã na Índia, por obra dos fundamentalistas hinduístas. Na manhã deste último domingo, a igreja anglicana de Ratlam, em Madya Pradesh, foi destruída pelas chamas, segundo informações da AsiaNews.

A igreja _ que datava de 1922 _ era dedicada ao apóstolo Bartolomeu, e queimou em pouco tempo, pois era construída totalmente em madeira.

Os fiéis suspeitam que o fogo tenha sido ateado por membros do grupo radical Bajrang Dal (a mesma organização que, nos dias passados, acusou as Missionárias da Caridade, de Madre Teresa, de realizar conversões forçadas de crianças). O Bajrang Dal nega as acusações, atribuindo o incêndio a um curto-circuito.

Há tempos, a comunidade anglicana de Ratlam está na mira dos fundamentalistas, com a acusação de que os anglicanos promovem conversões forçadas. O pastor Rev. Jose Mathew disse que no dia 15 de agosto grupos do Vishwa Hindu Parishad (VHP) e do Bajrang Dal agrediram jovens que participavam de um encontro, espancando diversos deles, inclusive o próprio pastor, Rev. Satya, e sua esposa, além de membros da ONG “World Vision”.

No ínterim, permanece o impasse sobre a situação das quatro crianças retiradas de sob a custódia das Missionárias da Caridade e entregues à polícia, depois que as religiosas foram agredidas por fundamentalistas hinduístas, que as acusavam de terem seqüestrado as crianças, com o objetivo de convertê-las ao Catolicismo.

Fonte: Rádio Vaticano