O aumento dos preços do trigo e das matérias-primas atingiu a Igreja Católica na França, que está pagando mais pelas hóstias que distribui em suas missas.

Segundo a edição deste domingo (30) do jornal “Le Parisien”, as carmelitas do departamento de Cher (centro da França), que estão entre os maiores fornecedores de hóstias do país, elevaram em aproximadamente 25% o preço de um dos símbolos da comunhão com Cristo.

Numa revista especializada, as freiras explicaram que, como não quiseram repassar para o preço final das hóstias “os vários aumentos” associados ao custo de produção registrados “desde 2002”, foram “obrigadas a aumentar os preços” de uma só vez, já que não estavam mais conseguindo cobrir seus gastos.

“Gratas pela compreensão”, acrescentam as carmelitas no fim da nota.

Uma das freiras explicou ao “Le Parisien” que a congregação começou a fabricar hóstias em 1617 e que, atualmente, a produção encontra-se a cargo de uma comunidade de portadores de deficiência.

“Nos demos conta de que, ultimamente, as revendíamos para a diocese a um preço abaixo daquele que pagávamos”, disse a religiosa.

A partir de agora, a hóstia reservada ao padre que celebra as missas será vendida às paróquias por € 0,80 (R$ 2,09) a unidade.

Já o cento de hóstias pequenas subiu para € 1,75 (R$ 4,6), enquanto o cento de hóstias destinadas a cerimônias excepcionais agora vai ser comercializado por € 6,50 (R$ 17).

Fonte: G1