O primaz da Igreja Católica na Inglaterra e Gales, cardeal Cormac Murphy-O’Connor, expressou nesta terça-feira sua condenação ao projeto de lei britânico destinado a facilitar a adoção de crianças pobres por casais homossexuais do sexo feminino

O cardeal critica o projeto dizendo que ele desestimula a necessidade da criança de ter um pai, principalmente nos casos de fecundação in vitro, concedendo a paternidade legal a pessoas sem relação biológica com o bebê.

Quarenta e cinco deputados do Partido dos Trabalhadores assinaram uma moção crítica ao projeto de lei, que, segundo eles, não leva em consideração os interesses da criança.

Por outro lado, Evan Harris, porta-voz do departamento para assuntos científicos do Partido Liberal-democrata, argumenta que as crianças crescem muito bem em famílias integradas por lésbicas.

Fonte: Rádio Vaticano