O Irã quer ser o promotor do primeiro e legítimo “carro islâmico”, fabricado apenas em nações muçulmanas, anunciou nesta quarta-feira a empresa automotiva iraniana IranKhodro.

“O carro islâmico será uma marca comum dos países membros da Organização da Conferência Islâmica (OCI), dedicada aos mercados muçulmanos e cujo objetivo é desenvolver sua economia”, disse o diretor executivo da IranKhodro, Manuchehr Mantegui.

Delegações da OCI, da Turquia e do fabricante malaio Proton se reunirão em Teerã em janeiro para preparar o projeto, acrescentou o executivo iraniano.

O projeto será depois debatido na cúpula da OCI de março de 2008.

O diretor da Proton, Syed Zainal Abidin, anunciou em novembro os planos, cuja autoria também atribuiu ao Irã.

O veículo será equipado com um sistema de navegação especial para indicar a direção de Meca e um compartimento para guardar o Alcorão e uma almofada para rezar.

Manteghi disse que essas características serão apenas uma opção, já que o carro poderá ser vendido em todo o mundo.

Fonte: AFP