O Exército israelense anunciou nesta terça-feira o fechamento dos territórios palestinos por ocasião da festa judaica do “Shavuot” (Pentecostes), como tem feito desde o começo da Segunda Intifada, em 2000.

O fechamento, que começou à meia-noite de ontem, afeta principalmente a Cisjordânia.

Em comunicado à imprensa, o Exército israelense informa que o bloqueio será suspenso depois da festa, que dura dois dias.

A Faixa de Gaza e seus arredores são considerados zona militar desde a semana passada, quando explodiu um novo ciclo de violência entre Israel e as milícias palestinas.

Nas últimas horas a Força Aérea israelense voltou a bombardear Gaza, destruindo uma oficina metalúrgica, segundo fontes de segurança palestinas.

“Enquanto durar o fechamento, a passagem de ajuda humanitária, assim como de médicos e pessoal médico, membros de ONG, pessoal religioso e outros profissionais será autorizado pelo Escritório de Coordenação do Exército”, diz a nota.

O fechamento dos territórios palestinos também não afeta jornalistas.

Os judeus de todo o mundo festejam desde à tarde de ontem e até esta quarta-feira à noite a festa de “Shavuot”, na qual lembram a entrega das Tábuas da Lei (Torá) a Moisés no Monte Sinai, há mais de 3 mil anos.

Fonte: Terra