O Japão vai realizar o primeiro estudo em grande escala para analisar as razões de sua taxa de suicídios, a maior entre os países industrializados, com 30 mil casos por ano, informou hoje a agência japonesa “Kyodo”.

O trabalho, uma iniciativa da organização Life Link, começará a estudar mil casos em julho, entrevistando parentes, conhecidos e companheiros de trabalho das vítimas. O contexto social será um dos principais temas da análise, assim como aspectos psicológicos e de comportamento.

“Até agora não existem dados concretos porque a realidade das 30 mil pessoas que se suicidam a cada ano é desconhecida”, disse Yusuyuki Shimizu, diretor da Life Link. “Esperamos poder dar uma visão clara do problema, inclusive que fatores levam as pessoas a se matarem”, acrescentou.

Em 2006, pelo nono ano consecutivo, a taxa de suicídios japonesa superou os 30 mil casos. O Governo japonês reconheceu a necessidade de estudar o ambiente social e outras realidades das vítimas para poder tomar medidas preventivas.

O grupo de trabalho inclui especialistas em endividamento, excesso de trabalho e assédio escolar, algumas das principais causas de suicídio do Japão, segundo as estatísticas oficiais. Além disso, o estudo deve se aprofundar também nas condições materiais e psicológicas das famílias das vítimas, para poder prestar assistência.

Fonte: Terra