Um grupo de ativistas sírios informou à agência de notícias Reuters que o padre jesuíta italiano Paolo Dall’Oglio teria sido sequestrado por um grupo de jihadistas ligados à Al Qaeda na cidade de Raqqua, no norte da Síria.

O religioso estava no local, “em missão” na cidade controlada por milícias fundmentalistas islâmicas. Ele mesmo informou da chegada em sua página no Facebook, sem especificar a razão de sua viagem. “Orem por mim, para que eu tenha sorte nessa missão para a qual eu vim até aqui”, escreveu o religioso na rede social.

O Ministério das Relações Exteriores da Itália não confirmou o sequestro de Dom Dall’Oglio, se limitando a anunciar que está realizando todas as verificações necessárias. O Vaticano também não confirmou o sequestro de Dall’Oglio. A agência de notícias ANSA constatou que o religioso não responde mais às ligações telefônicas.

Segundo as fontes citadas pela Reuters, o religioso teria sido sequestrado enquanto andava na rua, por um grupo de milicianos do Estado Islâmico do Iraque e do Levante, organização filiada à Al Qaeda e ligada a grupos jihadistas que lutam contra o regime de Bashar al Assad.

Dom Dall’Oglio, jesuíta de 59 anos, promoveu por mais de 30 anos o diálogo entre islã e cristianismo na Síria. Fundador da comunidade monástica de São Moisés o Abissínio, por longo tempo foi chefe da comunidade monástica de Mar Musa, ao norte de Damasco. Em junho de 2012 foi expulso pelo governo sírio, após ter tomado abertamente posição em favor do plano de paz do então enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria, Kofi Annan.

Essa não seria a primeira vez que religiosos cristãos acabam sendo sequestrados por rebeldes no norte da Síria. No dia 22 de abril, perto de Alepo, dois bispos ortodoxos foram raptados, voltando de uma missão, em uma localidade próxima à fronteira da Turquia. A razão desses sequestros seria o apoio da Igreja Ortodoxa síria ao regime de Assad, temendo que em caso de queda do atual governo, grupos fundamentalistas islâmicos sunitas tomariam o poder em Damasco. (Notícia da ANSA, replicada pelo UOL)

Síria, o último apelo. Entrevista com Paolo Dall’Oglio
No ano passado, o jesuíta Paolo Dall’Oglio concedeu entrevista à Fundação Oásis, acerca da situação no território sírio. Para ler, clique aqui. A reportagem é de Marialaura Conte e Martino Diez, publicada no sítio da Fundação Oasis, 24-01-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

[b]Fonte: ANSA, UOL e IHU Unisinos[/b]