O jornal L’Osservatore Romano, órgão oficioso do Vaticano, criticou o filme 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias, do diretor romeno Christian Mungiu, ganhador há três meses da Palma de Ouro de Cannes.

Os meses, semanas e dias do título referem-se ao período de gravidez de uma mulher que vai fazer aborto. O L’Osservatore diz que o filme, que estreou nos cinemas italianos ontem, é “sórdido” e trata os fetos como “objetos jogados no lixo”.

Fonte: Estadão