O jornalista americano Thomas Roberts, um dos âncoras da rede CNN, publicou no site da empresa no último dia 9 um relato sobre como ele foi vítima de abuso sexual cometido por um padre.

Roberts conta que foi assediado por três anos, desde quando tinha 14 anos de idade, por um sacerdote católico de Baltimore chamado Jeff Toohey. Segundo o jornalista, que confessou ter tentado se suicidar devido à angústia que sentiu, ele só criou coragem para denunciar o padre cerca de 20 anos depois.

A tentativa de suicídio foi por ingestão de drogas. Roberts não especifica o que tomou; diz apenas que eram comprimidos da sua mãe. O que o salvou, conta, foi o fato de sua irmã mais velha ter descoberto e o obrigado a vomitar.

O padre Toohey foi acusado de abusar de outras nove crianças. Ele foi condenado a cinco anos de prisão, dos quais cumpriu dez meses na cadeia e acabou solto para cumprir oito meses em prisão domiciliar.

Fonte: Folha de São Paulo