Dois editores de um dos principais jornais de Indiana, nos Estados Unidos, estão processando a empresa por discriminação religiosa. Eles alegam que foram demitidos por um gerente homossexual que não gostava de evangélicos.

Segundo a Agape Press, Lisa Coffey e James Patterson entraram com um processo federal contra a Indianapolis Star, que publica o Indianapolis News. Ambos eram empregados que tinham anos de experiência na empresa e excelentes desempenhos, segundo avaliações do próprio jornal.

Os funcionários alegaram que quando o jornal foi fechado, os gerentes foram substituídos por homossexuais e pessoas “favoráveis à causa gay”. Os dois acreditam que foram dispensados porque os novos chefes eram preconceituosos em relação aos evangélicos.

O jornal entrou em contato com os ex-empregados para pedir que o caso fosse tratado fora dos tribunais. Contudo, Coffey e Patterson afirmaram que não aceitaram a proposta porque querem que a situação “se torne pública”.

Fonte: Última Hora