Um jovem de 18 anos de idade foi preso e concordou em se declarar culpado das acusações federais de hackear o site de uma seita religiosa na última sexta-feira.

De acordo com o site Informatics, Dmitriy Guzner, de Nova Jersey, é um integrante do famoso grupo de hackers Anonymous, que declarou uma espécie de guerra virtual contra a Igreja da Cientologia.

Guzner invadiu um grande número de computadores desprotegidos e, a partir deles, organizou um ataque de negação de serviço (do inglês, Denial-of-service, ou simplesmente DoS), em que, por meio de um software, o invasor realiza diversas tentativas de acesso à página web, até que ela saia do ar por ultrapassar seu limite de tráfego, “afogando” o servidor.

Os ataques contra a seita vêm acontecendo “desde janeiro” deste ano, quando o grupo liberou um vídeo na Internet (acessível pelo atalho http://tinyurl.com/2s7hja), direcionado aos líderes da seita. Trata-se um aviso dizendo que o Anonymous não descansará até acabar com as informações disponibilizadas sobre a religião, ao menos no mundo virtual.

Um artigo da revista Superinteressante revela que a religião tornou-se famosa nos EUA como a “seita das celebridades”, tendo como vice-líder o astro Tom Cruise, e adeptos como Juliette Lewis, Will Smith, John Travolta e Christopher Reeve, além de Nicole Kidman e Katie Holmes, respectivamente a ex e a atual mulher de Cruise.

Para o Anonymous, a Cientologia – fundada ainda na década de 1950, na Califórnia, pelo escritor de ficção científica Lafayette Ron Hubbard – visa apenas fins lucrativos. “Se você deseja se tornar milionário, a maneira mais rápida de isso acontecer é fundar sua própria religião”, afirmou o escritor antes de fundar a dele.

Guzner terá de cumprir de 12 a 18 meses de prisão, além de pagar uma multa por danos no valor de US$ 37,5 mil, segundo o blog da Wired.

Fonte: Magnet