A pesquisa é da agência de análise católica Adoremuslabs, que ouviu pessoas de 900 paróquias, embora apenas um terço delas tenha grupos de jovens constituídos, com uma média de 15 participantes.

A agência constatou que a Igreja Católica não conta mais com jovens, de modo especial a arquidiocese da capital. Um terço da população mexicana é de jovens, dos 18 a 35 anos, o que corresponde a 3 milhões de habitantes.

Dos jovens que disseram não pratica o catolicismo, 30% procedem de colégios ou universidades católicas; 60% assistiam a missa, mas por volta dos 22 anos de idade, em média, deixaram de fazê-lo. Apenas 10 % dos que não praticam a fé consideram o catolicismo como Igreja universal.

Adoremuslabs ouviu 1.084 mil jovens que não freqüentam qualquer grupo religioso. Daquele total, 43% disseram que tinham certa espiritualidade e 31% que cultivavam tanto o lado espiritual como o religioso, mas não assistiam, de maneira regular, a nenhuma igrejas ou outra instituição.

A pesquisa identificou que 40% dos jovens ouvidos não se identificam com a religião católica, 16% integram um clube ou organização que traz os mesmos benefícios que participar de congregação e 9% se consideram ateus, humanistas ou realistas, segundo as respostas.

Quatro de cada cinco pesquisados entendem que existe um ser superior e três de cada quatro proclamam a existência de Deus, presente em suas existências humanas através de experiências pessoais.

[b]Fonte: ALC
[/b]