A juíza Suzana Jorge de Mattia Ihara, da 16ª Vara Criminal da capital, fez pedido de busca e apreensão de documentos e fotos que poderiam incriminar o casal Estevam Hernandes Filho e Sônia Moraes Hernandes, acusados de abrir templos de fachada para fugir de ações judiciais.

A juíza ouviu cinco testemunhas de acusação nesta quarta-feira e uma delas afirmou ter as fotos e os documentos. O conteúdo deles não foi revelado pela Justiça e a testemunha deverá depor novamente assim que a juíza estiver com os documentos em mãos.

O casal Hernandes está em liberdade condicional na cidade de Miami, nos Estados Unidos. Eles foram presos no dia 9 de janeiro, quando tentaram entrar ilegalmente naquele país com US$ 56 mil.

A lei americana permite que cada pessoa entre em seu território com, no máximo, US$ 10 mil.

Os Hernandes mentiram para as autoridades aeroportuárias locais, quando declararam ter, cada um, somente a quantia limite. Agentes do FBI — polícia federal dos Estados Unidos — encontraram o restante do dinheiro escondido em malas e até dentro de uma bíblia.

No Brasil, o casal responde por lavagem de dinheiro e falsificação de documento público.

Fonte: O Globo Online